domingo, 7 de fevereiro de 2010

Estimulação Precoce

Faça de atividades simples, momentos importantes para o desenvolvimento do seu bebê !!!!
A estimulação precoce tem o objetivo de evitar ou minimizar os distúrbios do desenvolvimento neuropsicomotor e possibilitar à criança desenvolver-se em todo o seu potencial.
O desenvolvimento motor segue uma ordem cronológica evolutiva com etapas distintas e previsíveis, caracterizadas por mudanças nas habilidades e nos padrões de movimento que ocorrem durante a vida, porém, como as teorias mais antigas aformavam que as alterações no comportamento motor se deviam exclusivamente à maturação do sistema nervoso, sabe hoje que o comportamento motor não é influenciado apenas pelo sistema nervoso, mas também por fatores, como os psicológicos e os ambientais. Assim, para possibilitar a intervenção precoce nos atrasos evolutivos é imprescindível a identificação de distúrbios no desenvolvimento neuropsicomotor no primeiro ano de vida.
Além dos déficits neuromotores, os atrasos no desenvolvimento podem, também, resultar em limitações nas habilidades funcionais, que incluem, por exemplo, atividades de auto-cuidado como alimentação e banho independentes, atividades de mobilidade como levantar da cama e ir ao banheiro com independência, além de tarefas de função social como ir à escola e interagir com outras crianças. Nos casos dos bebês verifica-se o atraso pelo desenvolvimento motor.
Sabendo- se que é possível identificar algum atraso ao nascer, quanto antes for a intervenção, preferencialmente antes dos 3 anos de idade, maiores as chances de prevenir e/ou minimizar a instalação de padrões posturais e movimentos anormais.
A intervenção precoce baseia-se em exercícios que visam ao desenvolvimento da criança de acordo com a fase em que ela se encontra. Assim, implementa-se um conjunto de atividades destinadas a proporcionar à criança, nos primeiros anos de vida, o alcance do pleno desenvolvimento por isso elas devem ser de caráter global, ou seja, percebendo a criança como um ser biopsicossocial independente de sua idade, o desenvolvimento sistêmico deverá ser o objetivo principal.
A estimulação visual, auditiva, percepção do seu corpo, do corpo do outro e sua relação, do espaço e do tempo, e de seus movimentos, devem estar incorporados aos objetivo do profissional que está em contato com o bebê, além da presença e participação da família, para que esse trabalho seja realizado de forma contínua e natural não apenas por um profissional, no hospital ou no consultório.
É essencial que os pais sejam orientados e incentivados a participar das atividades e exercícios, para potencializar o desenvolvimento de seu filho ou filha no dia a dia. Fazer de pequenos momentos, conteúdos importantes para a aprendizagem , torna o processo mais natural e prazeroso para todos.

Esse é um do objetivos do PROGRAMA ESTIMULAR, fazer dos pais os atores principais do desenvolvimentos de seus bebês.


Rev. bras. crescimento desenvolv. hum. v.18 n.1 São Paulo abr. 2008. Hallal, Camilla Zamfolini; Marques, Nise Ribeiro; Braccialli, , Lígia Maria Presumido.


Monteiro, Fernanda Cândido Figueiredo. Terapeuta Ocupacional



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário